Visitem a Rússia durante a Copa do Mundo, mas tenham cuidado, alerta agência anti-racismo

Comemoração do Dia da Rússia em Rostov 12/6/2018 REUTERS/Sergey Pivovarov
Foto: Reuters

Torcedores de futebol preocupados com racismo ou homofobia devem viajar à Rússia para a Copa do Mundo, mas devem tomar precauções porque o país sede é um “ambiente difícil”, disse o presidente da agência anti-racismo europeia Fare nesta terça-feira.

O inspetor anti-discriminação da União Russa de Futebol disse que a Copa do Mundo é uma chance para a Rússia mostrar quão aberta é.

No entanto, casos contínuos de ataques racistas em estádios recentemente colocaram observadores em alerta.

“Eu acho que é um ambiente difícil, mas a Copa do Mundo temos certeza que passará pacificamente, esperamos”, disse Piara Powar, diretor-executivo da rede anti-discriminação Fare, em entrevista à Reuters em Moscou.

A Rússia se comprometeu a reprimir casos de racismo antes da Copa do Mundo, que começa em Moscou na quinta-feira com uma cerimônia de abertura e depois uma partida entre a equipe do país e a Arábia Saudita.

Incidentes durante partidas, no entanto, continuaram.

A Rússia foi multada no mês passado após ataques racistas direcionados a jogadores franceses durante um amistoso em março em São Petersburgo, uma das 11 cidades-sede da Copa.

Acesse e leia nossos “Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol” 20142015 e 2016, com os casos de preconceito e discriminação no esporte brasileiro aqui

Fonte: Terra

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *