UEFA patrocinará turnê da cantora Rita Ora para incentivar o futebo feminino

Com cantora britânica como embaixadora, entidade visa superar preconceitos e incentivar a modalidade entre as mulheres na Europa

Como parte dos seus esforços para transformar a imagem do futebol feminino e ampliar o número de praticantes, a UEFA irá patrocinar de maneira inédita a próxima turnê da cantora Rita Ora. A ‘The Girls Tour‘, o primeiro circuito europeu da britânica em cinco anos, passará por 13 cidades do continente.

Ora cederá sua imagem para a campanha ‘Together #WePlayStrong‘ (‘Juntas #JogamosMaisFortes‘, em tradução livre), que visa tornar o futebol culturalmente mais relevante e ambicioso para as meninas desde a adolescência. Segundo a entidade, trata-se do período que elas tradicionalmente desistem da modalidade e seguem outros rumos na vida.

“Os valores da ‘Together #WePlayStrong’ centram-se não apenas no futebol, mas também no empoderamento feminino e na igualdade, por isso fiquei 100% por trás desta campanha quando fui contratada pela UEFA”, destacou Rita Ora.

“Estamos entusiasmados por ter Rita Ora na ‘Together #WePlayStrong’. Acreditamos ter formado a parceria perfeita que ajudará a aumentar o número de adolescentes praticando a modalidade em toda a Europa”, declarou Peter Willems, responsável pelo departamento de marketing e patrocínio da UEFA. “A nossa parceria continuará a evoluir com surpresas que ajudarão a conectar a UEFA ao mundo das jovens através da música, entretenimento, moda e esporte”, completou.

A ‘Together #WePlayStrong‘ é parte integrante dos planos estratégicos da UEFA de dentro de um período de cinco anos tornar o futebol o esporte número 1 de meninas e mulheres em países da Europa. A campanha teve início um dia após a decisão da Champions League feminina do ano passado, que colocou frente à frente os rivais Lyon e PSG, e teve média de 160 milhões de telespectadores ao redor do mundo.

Acesse e leia nossos “Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol” 20142015 e 2016, com os casos de preconceito e discriminação no esporte brasileiro aqui.

Fonte: MKT Esportivo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *