Primeira trans na Superliga, Tiffany estreia e São Caetano bate Vôlei Bauru

Duelo no Panela de Pressão, em Bauru, marca primeira partida da história de uma transexual na elite do vôlei brasileiro. Vitória classifica time do ABC para a Copa do Brasil

O dia foi histórico para o vôlei brasileiro. Neste domingo, a ponteira/oposta Tiffany Abreu, do Vôlei Bauru, tornou-se a primeira transexual brasileira a entrar em quadra em uma partida válida pela elite do vôlei nacional, na vitória do São Caetano por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 17/25, 22/25, 25/23 e 13/15, em confronto disputado no ginásio Panela de Pressão, em Bauru, com mais de duas horas de duração.

A goiana Tiffany, que prefere não ter o seu nome de nascimento mencionado, foi liberada para atuar após decisão comissão médica da CBV na noite da última sexta-feira. Aos 33 anos, a jogadora disputou a Superliga masculina no Brasil por Juiz de Fora e Foz do Iguaçu, além de outros campeonatos entre os homens antes de fazer a transição de gênero. No início de 2017, a ponteira recebeu a permissão da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) para competir profissionalmente entre as mulheres. Desde 2016, o COI (Comitê Olímpico Internacional) permite a participação de homens em competições femininas, mas com a testosterona controlada. Não há necessidade de cirurgia de mudança de sexo.

A vitória, além de manter o São Caetano na oitava colocação ao término do primeiro turno, garante o time na disputa da Copa do Brasil, competição que reúne os oito melhores times do primeiro turno da Superliga e que será realizada na próxima semana. As datas e confrontos ainda serão divulgados pela CBV.

Tiffany anotou 15 pontos na estreia pelo Vôlei Bauru (Foto: Neide Carlos/ Vôlei Bauru)

O jogo
Em um primeiro set disputado, o Vôlei Bauru chegou a ver São Caetano abrir dois pontos de vantagem e liderar boa parte do período. Porém, foi Tiffany entrar em quadra e marcar dois pontos em sequência para ajudar o Bauru a abrir quatro pontos de vantagem e vencer o set por 25 a 22.

O segundo set teve maior domínio do Bauru, mas o São Caetano conseguiu a virada e chegou a abrir quatro pontos de vantagem. Novamente com Tiffany em quadra, as donas da casa encostaram no placar, mas sem conseguir reverter o resultado final do set: 25 a 17 para o São Caetano.

No terceiro set, o São Caetano dominou do começo ao fim e não encontrou dificuldades para vencer o período e virar a partida: 25 a 22.

No quarto set, o time do ABC manteve o bom ritmo, ficou à frente no placar durante a maior parte do período, mas viu o Bauru arrancar no final, empatar o jogo e levar a decisão para o tie-break: 25 a 23.

No set desempate, o equilíbrio entre ataque e defesa do São Caetano foi determinante para a vitórioa do time do ABC no tie-break e no jogo: 15 a 13.

Tiffany teve boa estreia, mas não evitou derrota do Bauru no Panela de Pressão (Foto: Neide Carlos/ Vôlei Bauru)

FICHA TÉCNICA

Vôlei Bauru: Venegas; Juma, Paula Pequeno, Valquíria, Andressa Picussa, Dayse e Palacio. Entraram: Ju Carrijo, Angélica e Tiffany. Técnico: Fernando Bonatto.

São Caetano: Andressa; Lyara, Talia, Fernanda Tomé, Sonaly, Camila Paracatu e Mimi Sosa. Entraram: Sabrina e Nayra. Técnico: Hairton Cabral.

Acesse e leia nossos “Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol” 20142015 e 2016, com os casos de preconceito e discriminação no esporte brasileiro aqui

Fonte: Globo Esporte

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *