Luta contra a discriminação e busca pelo respeito: conheça o Bharbixas, time belo-horizontino de futebol LGBT+

Equipe foi campeã da categoria ao vencer ‘Champions Ligay’ no Rio de Janeiro, no último domingo

O futebol de Belo Horizonte ganhou mais um título nacional em 2017, conquistado no último fim de semana, no Rio de Janeiro. O Bharbixas, time LGBT+ de BH, sagrou-se campeão brasileiro da categoria, e ganhou notoriedade pelo fato. A conquista da “Champions Ligay” (torneio disputado em campos de fut 7) e a proporção tomada levantaram questões de pouco debate no futebol: as formas de preconceito no esporte, principalmente contra a comunidade LGBT .

Em entrevista ao Superesportes, o diretor de marketing e administrativo do time, Leonardo Machado, de 27 anos, explicou como a equipe se formou e o planejamento dessas competições.

“A Equipe surgiu quando nosso capitão Gustavo Mendes viu o Unicorns, time de São Paulo, num programa de TV. Ele, que sempre se interessou pelo esporte, pratica desde sempre e já passou algumas situações chatas, decidiu montar um time aqui em Belo Horizonte. Com a ajuda dos Unicorns (SP) e Beescats (RJ), ele marcou um treino aberto para quem quisesse e pudesse participar. No primeira atividade, apareceram cerca de 15 pessoas. E conforme foi passando o tempo, foi aumentando”.

Para o publicitário, a criação de uma liga paralela e de um time alternativo reflete em como a sociedade enxerga os homossexuais, principalmente no âmbito esportivo.

“Formar uma liga alternativa para praticar um esporte (qualquer que seja) é muito cruel, porém é também motivador e desafiador. Nos perguntam se é necessário criar um time de futebol gay, mas basta ver ao redor. Quantos gays assumidos praticam esporte? Há aceitação das torcidas à comunidade LGBT ? As ‘brincadeiras’ e xingamentos não são ofensivos? Não é nós que estamos criando uma repartição, um grupo separado dos héteros. É a atual situação da sociedade que nos faz criar grupos que nos fortaleça e mostre do que a população LGBT é capaz. Até que venha a unificação dos povos”.

Por fim, Leonardo salientou que o projeto seguirá firme e que almeja a organização de uma edição da “Champions Ligay” para Belo Horizonte.

“Ver nosso projeto de apenas 5 meses estampado em capas de matérias em mídias importantes e até mesmo internacionais, é um prazer sem limite, uma realização sem planejamento. Ver a população LGBT tendo reconhecimento é algo extraordinário. Nós temos pessoas se assumindo depois que entraram para o time, estamos agindo positivamente na vida de muitos. Não podemos deixar que isso enfraqueça. Estamos levantando junto aos responsáveis pela Ligay a possibilidade de trazer a ligar para BH. Desde já estamos buscando pessoas e empresas que nos apoiem para que possamos fazer uma edição bem bacana e estruturada, para receber o Brasil em BH”, finalizou o representante do Bharbixas.

Acesse e leia nossos “Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol” 20142015 e 2016, com os casos de preconceito e discriminação no esporte brasileiro aqui

Fonte: Super Esportes

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *