Jogador acusado de estupro a menor na França mentiu para a polícia

Um jogador do Campeonato Inglês que foi acusado de estuprar uma garota de 15 anos em Nîmes, na França, em julho de 2012, mentiu para a polícia, informou nesta quinta-feira o jornal britânico “The Telegraph”.

O jogador, que não teve a identidade revelada, admitiu ter mentido para a polícia sobre ter mantido relações com a menor para não “decepcionar” sua namorada.

O atleta, de 23 anos, está à espera do julgamento, ao lado de um primo, de 25 anos, que também teria participado do estupro.

Neste momento, o jogador pode seguir com sua carreira, embora tenha que constantemente entrar em contato com autoridades na França.

A vítima tinha 15 anos – idade mínima para o consentimento do sexo na França – no momento do ataque e alegou que foi forçada sexualmente pelos dois agressores, que tinham 17 e 19 anos quando ocorreram os fatos.

Os acusados, que não são de nacionalidade francesa, sustentam que tiveram o consentimento sexual da menina, que admitiu ter bebido em 18 de julho de 2012, porque os supostos agressores tinham fornecido bebidas alcoólicas para que ficasse “mais interessada no sexo”.

Amigos da vítima a encontraram às 6h chorando e descrevendo o jogador como “pretensioso” e “bastardo”.

Acesse e leia nossos “Relatório Anual da Discriminação Racial no Futebol” 20142015 e 2016, com os casos de preconceito e discriminação no esporte brasileiro aqui.

Fonte: EFE

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *